Teu mapa

Teu Mapa

Eu me imagino encontrando o seu mapa o tempo todo

Indo direto ao ponto certo, que fica entre duas estradas

O caminho vai e volta

Será que é fácil viajar para todos os seus destinos?

O seu toque é tão real

Que me parece tão libertino!

Eu gosto da poesia que fala todas as línguas

Do amor, do prazer, da dor, do seu corpo…

A minha linguagem preferida é escrever sobre o seu rosto.

A qualquer momento, dia, noite, madrugada…

A poesia permite acontecer em qualquer parada!

E na verdade eu sempre espero os teus sinais

Para chegar a vários finais.

Você nem imagina a perfeição

Que o teu mapa tem…

@aleebatista

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.