Procura-se um líder

Imagem: administradores.com

Você faz parte do grupo de pessoas que transfere suas responsabilidades? Não precisa ser por mal. Tem gente que transfere sem notar. 

Por exemplo, quando acaba a luz na rua da sua casa, você é do time que liga para a companhia de energia elétrica ou é daqueles que ficam no escuro torcendo para que algum vizinho tenha telefonado?

Pois é. 

O hábito de esperar que os outros tomem decisões por nós é comum, mas não é saudável. 

Por  exemplo, nós elegemos representantes (prefeitos,vereadores, etc) e, na maioria das vezes, não nos damos ao trabalho de fiscalizar o trabalho realizado por eles. 

Porém, nem só de política partidária é feita a vida em sociedade. Nós também precisamos assumir nossas responsabilidades e exigir aquilo que nos é de direito. 

Foi nessa linha de pensamento que eu me perguntei: quem é a sociedade civil organizada no litoral paranaense? 

Ainda surfando na onda do último artigo publicado, me questionei: por que nenhum líder da sociedade civil se levantou para provocar o Ministério Público e o Poder Judiciário a respeito do desfalque de doses de vacina em Paranaguá?

A resposta veio na sequência: não temos esse líder. Vemos o prefeito gritando sozinho, com o eco de sua equipe e dos veículos de imprensa da cidade. 

Nem mesmo as entidades de classe que existem no município levantaram a voz em nenhum momento. Por quê?

Há momentos em que as diferenças – que são naturais e saudáveis em um ambiente democrático – precisam ser deixadas de lado para que a união de forças alcance o objetivo comum e necessário.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.