Sabedoria para transformar!

Minha mãe trabalha em restaurante desde que me entendo como gente. Os almoços são hora de trabalho; as jantas, uma oportunidade de reunir a família à mesa. Quando sentamos para jantar, não raramente, ouço minha mãe dizer: como temos sorte! A gente come muito bem. Temos que agradecer!

Resultado dos jantares em família: aprendi a ser grata.

Tenho lembranças vivas do meu pai lendo no sofá da sala. Lembro também de um móvel, onde ficava nosso aparelho de som 3 em 1 (tocava disco, cd e fita). Meu pai tinha uma coleção de CDs que vinham com a revista Caras: Jóias da Música. Ele ouvia as músicas clássicas enquanto lia os livros mais variados nos fins de tarde.

Resultado dos fins de tarde em casa: aprendi a gostar de ler e de ouvir música clássica.

Pra mim, essa é a máxima do provérbio atribuído ao filósofo Confúcio: “as palavras ensinam, mas os exemplos arrastam”.

O bacana é que, quem tem isso claro na vida pode aprender – e mudar – quando tem filhos, por exemplo. Se queremos que sejam estudiosos, religiosos ou educados, é importante repetirmos esse comportamento na frente deles. Também é isso o que ensinou Mahatma Gandhi quando disse: “Seja a mudança que você quer ver no mundo”.

Portanto, hoje, quero deixar aqui os meus desejos para os próximos dias e para o futuro do mundo: que todos nós tenhamos sabedoria para mudar o mundo, para arrastar as pessoas para um caminho bom e para sermos seres humanos cada vez melhores!

E desejo também, de todo o coração, que você tenha bons dias e que sinta gratidão sempre!

Por @dianatulio

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.