Felipão, o herói improvável de Petraglia

Créditos da Imagem: José Tramontin/Athletico

Por Pierre Andrade

Talvez você não goste do estilo de jogo das equipes montadas por Felipe Scolari. Talvez pense que ele é defasado e nomes melhores estavam disponíveis no mercado. Talvez acredite que o elenco poderia ser melhor aproveitado com um treinador mais atualizado no futebol. Tem direito de pensar tudo isso. Mas o que não pode afirmar, em hipótese alguma, é que Felipão não sabe vencer.

Um dos mais vitoriosos treinadores da história do país, Luiz Felipe Scolari assume o Athletico com a dura missão de classificar o time na Libertadores, fazer um Brasileirão seguro e que garanta vaga na principal competição continental do próximo ano, além de avançar às fases finais da Copa do Brasil. Tem experiência e bons atletas para isso. No entanto, não será tarefa fácil.

A pressão por resultado vai ser enorme. O clube passa por um momento econômico positivo, mas não consegue refletir em campo a bonança financeira. Até pelas contratações recentes, criou-se uma expectativa enorme em torno do Athletico, considerado um dos novos grandes do país. Para confirmar a presença nesse seleto grupo de clubes, é preciso se manter em alta.

Ainda mais agora, em que se discute a criação de uma liga de futebol para realizar a gestão do Campeonato Brasileiro. O Athletico é o clube que encabeça uma lista de descontentes com a possível nova divisão de cotas de tevê. Bate de frente com Flamengo e Corinthians. Resultados ruins em campo, como por exemplo, um rebaixando à Série B, tiraria força do rubro-negro paranaense nesse embate.

A Era Scolari começa com mais peso do que merece. Dentro e fora de campo. Mais do que recuperar o Athletico, Felipão é visto como o herói improvável de Petraglia. Agora, vai ter que se esforçar para realizar o – talvez – último trabalho na carreira antes de deixar o comando técnico dos times, e devolver respaldo ao mandatário do Athletico.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.