Foco nas copas, Furacão

A derrota para o Flamengo, no último domingo, deixou o athleticano revoltado. O desempenho da equipe paranaense foi abaixo do ideal e confirma o mau momento. Ainda assim, o torcedor não tem motivos para se desesperar. 

A partida contra o time com o melhor e mais caro elenco do país foi pelo Brasileirão. Quase para cumprir tabela. O Athletico está com a cabeça em outras competições. A Sul-Americana e a Copa do Brasil se tornaram prioridades. E convenhamos, de forma acertada. 

As chances do Athletico em 2021 encontram-se nesses duas competições. Na Copa do Brasil o duelo será contra o próprio Flamengo pela semifinal. Até por isso, o time reserva. Poupar os titulares é, também, uma forma de esconder o máximo possível as armas que o Furacão pretende usar para tentar parar o ataque mais perigoso do futebol nacional. Se irá funcionar, não se sabe, mas a ousadia é válida.

Na outra ponta tem a Sul-Americana. A final será contra o Red Bull Bragantino, time sensação do momento. Mais experiente, o Athletico chega com favoritismo. Mas terá trabalho para ser campeão da competição. RB Bragantino também vem poupando o time principal e chega com força máxima para a primeira final continental da sua história. 

Atuando em duas frentes e com chances de levantar o caneco de ao menos uma copa em 2021, o Athletico acerta ao poupar o time principal. É verdade que o rendimento da equipe reserva no Rio de Janeiro deixou a desejar, mas já são águas passadas. Hora de levantar a cabeça e priorizar as competições que importam nesse momento.

Por Pierre Andrade.

1 comentário em “Foco nas copas, Furacão

Deixe uma resposta para davi cunha Cancelar resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.