Cotidiano
Atenção: a tarifa de luz vai subir cerca de 10%
(Imagem: FramePhoto/Folhapress)
Por Marcelle Nogueira

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), aprovou nesta terça-feira (22), um pacote com novas tarifas para consumidores da Copel.

O aumento se deve a Revisão Tarifária Periódica 2021 da distribuidora que atende a 4,8 milhões de unidades consumidoras, localizadas em 394 municípios do estado do Paraná.

Os novos índices passam a valer a partir desta quarta-feira (23), confira:

O efeito médio foi impactado, especialmente, pelos custos com encargos setoriais e atividades relacionadas ao transporte e a distribuição de energia.

A tarifa é composta por alguns custos, que são avaliado no momento da definição, são eles:

Além da tarifa, os Governos Federal, Estadual e Municipal cobram na conta de luz o PIS/COFINS, o ICMS e a Contribuição para Iluminação Pública, respectivamente.

Diante do aumento significativo, a Copel criou uma série de dicas para economia e controle do orçamento doméstico

Segundo o coordenador do Programa de Eficiência Energética da Copel, Diego da Luz Munhoz, o primeiro passo para fazer uma boa gestão do consumo é conhecer o próprio perfil da residência. Acompanhar o histórico mensal em quilowatts-hora pela conta de luz ou pelo aplicativo é uma boa maneira de identificar variações próprias da rotina de cada família.

“Feito isso, há basicamente duas ações que podem ser adotadas. A primeira é na mudança de comportamentos, no uso dos equipamentos. A segunda é o investimento para a troca dos aparelhos que gastam muito”, explica.

Dicas:

1. O chuveiro e a geladeira respondem pela maior parte do consumo de uma residência,
2. Evitar o abre e fecha da geladeira
3. Todo aparelho que estiver sem uso deve ser desligado para evitar o desperdício. Isso vale para televisão, computador, lâmpadas e outros equipamentos

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.