Cotidiano
Após morte de relojoeiro tradicional de Paranaguá, familiares pedem para que clientes entrem em contato para retirar jóias

Nilson Silva Pinheiro faleceu no Hospital Regional do Litoral vítima de um infarto agudo do miocárdio.

Familiares do relojoeiro Nilson Silva Pinheiro, de 64 anos, que faleceu na noite do último dia 18 de outubro, pedem para que os clientes da Relojaria Nossa Senhora da Luz entrem em contato para fazer a retirada das jóias que ficaram no estabelecimento para conserto.

De acordo com a ex-esposa do proprietário da relojaria, Delair da Silva, os clientes tinham uma relação muita próxima com Nilson e, que por isso, muitos objetos de valor estão sem identificação e número de telefone.

Familiares do relojoeiro pedem para que clientes com pertences na loja entrem em contato para a retirada dos objetos.

A loja era tradicional no Centro Histórico de Paranaguá e  permaneceu com as portas abertas por 25 anos.

Os clientes que possuem pertences na loja poderão entrar em contato com Delair, no telefone (41) 9 9968-5017.

A ex-esposa, que ficou responsável pela entrega das jóias, destacou que as peças só serão entregues mediante descrição do produto e que a devolução acontecerá por meio de agendamento, já que a família reside em Curitiba.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.