Cotidiano
Baleia jubarte encalha e morre enrolada em rede de pesca, no balneário Coroados, em Guaratuba
Com informações LEC/UFPR

Nesta segunda-feira (26), por volta das 17h, mais uma baleia jubarte (Megaptera novaeangliae) foi encontrada encalhada no balneário de Coroados, em Guaratuba. A baleia estava viva e enrolada em rede de pesca, na zona de arrebentação na praia.

O mamífero encontrava-se agonizando e, provavelmente por conta da maré baixando, o animal encalhou de ventre para cima e veio a óbito bem rápido. A equipe do Laboratório de Ecologia e Conservação da UFPR foi até o local para prestar atendimento, mas quando a equipe chegou, o animal já estava sem vida.

A jubarte era uma fêmea de 8,5 metros, tinha cortes do pedúnculo caudal, marcas de rede e petrechos de pesca aderidos ao longo do corpo. Biólogos, médicos veterinários e outros profissionais da área técnica contaram com o apoio da Prefeitura de Guaratuba através da Secretaria municipal de Obras e Secretaria de Meio Ambiente e Corpo de Bombeiros que isolaram a área no final do dia.

Os técnicos do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos registraram o encalhe, avaliaram a carcaça e não tiveram condições de realizar a necropsia no período noturno. Por isso, às 6h desta terça-feira (27) duas equipes se deslocaram até o local para o procedimento de necropsia do animal e coleta de materiais biológicos para analisar a saúde do animal. Segundo os pesquisadores, somente por meio de uma investigação mais aprofundada com auxílio de exames complementares laboratoriais será possível identificar a causa de morte da baleia.

Considerando os três últimos meses, esta é a sexta baleia jubarte encalhada no litoral do Paraná, sendo uma registrada na Ilha do Mel, duas na Ilha do Superagui, uma no Balneário Shangri-lá, em Pontal do Paraná, uma em Brejatuba e outra em Coroados, em Guaratuba.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.