Cotidiano
Manifestação em Paranaguá: ensacadores interditam entrada e saída de caminhões do Pátio de Triagem

Os trabalhadores que integram o Sindicato dos Ensacadores de Paranaguá realizam desde a noite da última quinta-feira (25) uma manifestação no Pátio de Triagem contra a substituição da mão de obra da classe por uma cooperativa terceirizada que rompe com o contrato dos ensacadores previsto até fevereiro de 2022.

Segundo o presidente do sindicato, Lindonei Santos, a empresa contratante que atua no pátio enviou um email na quarta-feira informando que a partir das 00h daquele dia não seria mais necessário que a classe se apresentassem para iniciar o turno de trabalho. “Aqui são centenas de pais e mães de família que precisam desse lugar. Se a gente tem um contrato até fevereiro, não tem porque a gente sair daqui”, disse.

Durante a manifestação os trabalhadores fecharam a entrada do Pátio de Triagem e impediram a entrada e saída dos caminhões no local. Na manhã de hoje o local ainda estava bloqueado e, por volta das 10h30, houve a liberação do local. As filas de caminhões na rodovia estão sendo acompanhadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Em nota a Portos do Paraná informou que vai ingressar com ação de interdito proibitório com pedido liminar na Vara da Fazenda Pública de Paranaguá a fim de restabelecer e garantir a operação portuária e a livre circulação de caminhões no pátio de triagem.

Os trabalhadores disseram que irão se manter no local até que sejam ouvidos e que a empresa terceirizada apresente o contrato com os direitos da classe. “Nós não vamos sair daqui, nós não vamos deixar ninguém entrar aqui para trabalhar. O trabalho é nosso e nós vamos brigar até o último”, finalizou Lindonei.

 

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.