Morre um dos primeiros coordenadores do Alcoólicos Anônimos de Paranaguá

João da Silva Mariotto tinha 79 anos e estava hospitalizado em decorrência de uma pneumonia

Do casamento de 58 anos, João e Dirceia tiveram seis filhos
Foto: arquivo da família

Um senhor magro, alto, de sorriso sempre aberto e apaixonado por suas duas vocações: a família e o voluntariado. Talvez essa seja a forma mais sucinta de descrever João da Silva Mariotto.

Ele conheceu o grupo Alcoólicos Anônimos (AA) em 1984. “Foi quando ele entendeu que a bebida era uma doença e, a partir dali, decidiu ajudar outras pessoas a enfrentarem esse problema. Ele saía de casa a noite, a qualquer horário para atender as pessoas ou visitar famílias que sofriam com o alcoolismo, “, explicou a filha Mariel Mariotto Casas. 

Desde então, passou a dedicar sua vida ao trabalho voluntário e ao resgate da dignidade de dependentes de bebidas. Participou e promoveu congressos voltados ao tema e sonhava em conhecer o lugar onde o AA nasceu, a cidade de Akron, no estado americano de Ohio.

O trabalho em prol da sobriedade, iniciado há quase quarenta anos, só parou por um motivo: a pandemia de COVID-19. 

Por ser grupo de risco, ele precisou se afastar das atividades no início do ano passado. Segundo a família, esse isolamento o deixou um pouco desanimado, até que veio a notícia de que mais uma bisneta estava a caminho. “Ele estava muito empolgado com a chegada da Maitê . Ele teve a sorte de conhecer dois bisnetos”, conta Mariel.

O devoto de Nossa Senhora sempre gostou de ter os seus por perto. Casado há 58 anos com Dirceia Mariotto, teve seis filhos, dez netos e dois bisnetos. 

Além do trabalho desenvolvido no AA, o qual lhe rendeu muitos amigos, ele também atuou na Copel por 25 anos, onde se aposentou. 

João Mariotto, ou Jango, como também era conhecido, morreu na manhã deste sábado (16), em decorrência de uma pneumonia.

 

11 comentários sobre “Morre um dos primeiros coordenadores do Alcoólicos Anônimos de Paranaguá

  1. Va paz companheiro e amigo João ,sentiremos falta de vc mais o O PODER SUPERIOR PRECISA DE VC LÁ, Então logo nos encontraremos.Nossos sentimentos aos familiares. JAIME E SUELI. AAS.

  2. Meu pai amado. Companheiro sempre presente. Não mediu esforços para ajudar os que sofrem com a doença do alcoolismo. Devoto de Nossa Senhora do Rocio e congregado Mariano. Deixou uma lacuna no meu peito. Está nos braços do Pai e no colo da sua mãezinha tão amada. Obrigada pela homenagem.

  3. Amigão do meu pai Odilson Meneghetti ao qual foi o também seu companheiro no AA e seu padrinho. A anos nossas famílias se conheciam das comunidades Carmo e Espírito Santo, um homem de Deus, e trabalhador, bom marido, ótimo pai e avô e um bisavô maravilhoso sentiremos sua falta Sr João, que Jesus o receba capitão dos anjos da terra m seu reino no céu. A esposa e amiga dn Dircéia e toda a família os meus sentimentos. Abraços em seus corações.

  4. Vai em paz companheiro João Marioto, que Deus em sua infinita bondade e sabedoria te acolha em seus braços e conforte o coração da família e aquiete a sua alma

  5. Vai para os braços do pai companheiro João Marioto, vá se encontrar com seus companheiros de caminhada e fazer boas reuniões no céu,
    Meus sentimentos a família e que Deus em sua infinita bondade e sabedoria o receba em seus braços e conforte o coração da família

  6. Meu Grande companheiro de AA , homem responsavel pro tirar muitas pessoas do alcolismo ,consequentemente fazer familias felizes ,Deus o tenho e contorte sua familia e amigo.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.