Ressaca destrói calçadão de Guaratuba

A última revitalização foi realizada há menos de dois anos

Na manhã da última terça-feira (27), a ressaca causou um grande estrago no calçadão de Guaratuba que recentemente foi revitalizado. De acordo com informações, a ressaca foi resultado de vários fatores como a maré em lua cheia, ventos e correntes marítimas muito fortes.

Os representantes da Prefeitura e Secretaria de Arquitetura e Urbanismo do município ainda estão levantando informações dos pontos exatos em que a ressaca atingiu. A partir disso será feito um orçamento para uma nova revitalização.

Em link ao vivo para o programa Voz do Litoral, o Secretário de Arquitetura e Urbanismo de Guaratuba, Claudio Dal Col, comenta que os gastos referentes aos danos já começaram a ser contabilizados. A última revitalização realizada no calçadão tem menos de dois anos, e de acordo com Dal Col está sendo buscada uma resposta mais paliativa para que o resultado seja efetivo.

O Secretário também relata que é esperada uma nova onda de ressaca ainda para hoje e que ela há possibilidade dela destruir mais pontos da orla “ainda existe a previsão de uma forte de maré com relação de outros eventos, que venha causar uma destruição a mais do que já sofremos ainda nesta madrugada”, explica.

Para o engenheiro do município, Luthyelisson Nascimento, a primeira ação é pensando na segurança dos populares pelo controle da orla. E após isso será feita uma contenção a fim de evitar novas ressacas, depois desses passos, a Prefeitura e Secretaria trabalharão com estudos para medidas efetivas, entrando em debate a engorda da orla e revitalização das estruturas.

Em nota emitida pela Prefeitura de Guaratuba aproximadamente 500 m da orla foi atingida. O município irá realizar medidas paliativas, reforçando a estrutura de pedras e o calçamento em pontos mais afetados. Além disso, já está sendo avaliado a contratação de serviços para realizar a engorda na praia e evitar mais vazantes.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.