Usuários do transporte público de Paranaguá reclamam dos serviços prestados

Falta de higienização e superlotação nos veículos estão entre os fatos relatados Por Yasmin de Paula Os passageiros que dependem do transporte público de Paranaguá têm sofrido com a superlotação nos coletivos em plena pandemia da COVID-19.  Os usuários relatam falta de qualidade nos serviços prestados pela Viação Rocio, empresa concessionária de transporte público. A […]

Falta de higienização e superlotação nos veículos estão entre os fatos relatados

Por Yasmin de Paula

Os passageiros que dependem do transporte público de Paranaguá têm sofrido com a superlotação nos coletivos em plena pandemia da COVID-19.  Os usuários relatam falta de qualidade nos serviços prestados pela Viação Rocio, empresa concessionária de transporte público. A falta de higienização e o não cumprimento dos horários das linhas também estão entre os fatores que causam transtorno.

Em um momento de contenção do vírus, onde grande concentrações e aglomerações devem ser evitadas, os veículos têm trafegado com lotação máxima.  Uma usuária do transporte público relata que “a classe trabalhadora que depende do ônibus diariamente está em risco com a falta de higienização e superlotação”.

Em conversa com o Portal TVCi, uma telespectadora que precisa dos serviços de transporte público conta que a situação é rotineira, que todos os dias na ida para o trabalho e na  volta para casa o transporte é lotado, com muita aglomeração, uma situação que causa medo e desconforto.  A usuária ainda relata que “isso é uma vergonha, pois estamos pagando pelo transporte”, além disso, ela declara que “aos finais de semana, o ônibus nunca passa no horário correto”.

A Prefeitura de Paranaguá destaca que os veículos só podem circular com os passageiros sentados. Caso haja necessidade a empresa deveria fornecer outro veículo.  De acordo com o decreto  n.º 2.220/2020 e art. 22 “os veículos do Serviço Público de Transporte de Passageiros por ônibus, deverão operar em até 70% de sua capacidade total, mantendo as recomendações de distanciamento social e higienização”.

A população pode denunciar o descumprimento do decreto e das medidas de higienização no número da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos: 3420-2916.

A empresa Viação Rocio foi procurada e, até o fechamento desta reportagem, não respondeu aos questionamentos.

Nossos Programas