Destaque
Caso Gerson Júnior: inquérito conclui que há indícios de prática de rachadinha
Com informações de Pierre Andrade

Caso Gerson Júnior: inquérito conclui que há indícios de prática de rachadinha

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), instaurada pelos vereadores de Matinhos para investigar a possível prática de rachadinha realizada pelo então vereador Gerson Junior do (PL), concluiu que as provas apresentadas no inquérito apontam, para a prática de concussão exercida pelo legislador na casa de leis do município.

Gerson Júnior, agora afastado, é acusado de recebe parte dos rendimentos da então assessora parlamentar Thalia de Fátima. Segundo a comissão, trechos de uma conversa entre o parlamentar, a ex-assessora e a mãe dela dão indícios do crime.

As conclusões da CPI estão no relatório final elaborado pela comissão. O documento foi entregue à comissão processante instaurada na sede do legislativo de Matinhos. Caberá à processante prosseguir com as investigações.

O documento também foi entregue a promotoria do Ministério Público que poderá oferecer denúncia contra o legislador.

Acompanhe na reportagem:

A produção da TVCI entrou em contato com o advogado do vereador Gerson Junior, que não se pronunciou até o fechamento da reportagem.

Relembre o caso

No dia 28 de maio de 2021, a então assessora parlamentar Thalia de Fátima Burzinski, zregistrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia Civil de Matinhos para denunciar supostas práticas de rachadinha e de assédio sexual por parte do vereador Gerson Junior.

A jovem entregou à polícia vídeos do momento em que levava R$ 2 mil à casa do vereador. Nos vídeos, ela afirma que o montante é parte de seu salário e que ela é obrigada a fazer a devolução. A TVCI também teve acesso aos vídeos, que foram exibidos na programação da emissora.

No dia 31 de maio, Thalia foi novamente à delegacia e pediu para mudar o depoimento. Na nova versão, ela disse que foi pressionada por um grupo político a realizar as denúncias.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.