Ratinho Junior diz que o Paraná está pronto para iniciar vacinação contra a Covid-19

O Estado do Paraná aguarda doses do imunizante que estão sendo produzidas pela Universidade de Oxford e pelo Laboratório AstraZeneca; O Paraná seguirá o Plano Nacional de Imunização do governo federal

Na manhã desta quarta-feira (13), o governador Carlos Massa Ratinho Junior esteve no estoque dos chamados insumos secos que o Paraná já tem disponível para iniciar o processo de vacinação contra a Covid-19. Na ocasião foi possível ver todos o estoque da Secretaria Estadual de Saúde, que atualmente dispõe de agulhas, seringas, máscaras, luvas, aventais e algodão, entre outros itens.

Segundo a SESA, apenas entre agulhas e seringas, o Paraná soma atualmente 11 milhões de unidades em estoque, e há a expectativa que esse número chegue a 27 milhões nos próximos dias. Atualmente o acréscimo nos insumos está em fase final de licitação. O material garante as duas doses de vacinação de toda a população do Estado.

“Estamos prontos. Temos agulhas, seringas, mais de 1.800 pontos de vacinação e uma logística pronta para os imunizantes chegarem nos municípios. A ideia desta visita foi justamente para dar início à distribuição deste material aos 399 municípios do Paraná”, afirmou o governador. “É um planejamento que está sendo construído há dias para que possamos começar a imunizar os paranaenses assim que a Anvisa garantir a qualidade técnica de uma vacina”, acrescentou.

Foto: Jonathan Campos/AEN

Todos os insumos estão armazenados em dois locais em Curitiba: No Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar) e no Ginásio do Tarumã, local que foi cedido pela Paraná Esporte. Segundo o governador a distribuição desses materiais para as 22 Regionais de Saúde do Estado começa imediatamente. Ainda de acordo com o governador, o transporte dos insumos será realizado por meio de quatro caminhões com baús refrigerados. Caso haja a necessidade, aviões da Casa Militar do Estado também poderão ser utilizados no transporte.

“Hoje nós temos a capacidade de aplicar a primeira dose em toda a população do Paraná no mesmo dia. Foi tudo pensado e planejado para que o paranaense possa ser assistido de maneira rápida e perto da sua casa”, ressaltou o governador.

Foto: Jonathan Campos/AEN

Como será a vacinação no Paraná?

Durante a visita ao estoque de insumos, o governador falou que o Paraná seguirá o Plano Nacional de Imunização (PNI) elaborado recentemente pelo Governo Federal. Segundo o Ministério da Saúde a vacinação para grupos prioritários iniciará ainda neste mês. Há a expectativa que o Estado do Paraná receba 100 mil vacinas produzidas pela Universidade de Oxford e pelo Laboratório AstraZeneca.

De acordo com a SESA, 90 mil profissionais da saúde, 10 mil índios e 10 mil idoso que vivem em asilos e casa de repouso devem ser vacinados na primeira fase da imunização no Paraná. “Conforme forem chegando as vacinas, vamos imunizando mais pessoas. Depende da aprovação da Anvisa. Ocorrendo isso, o Paraná começa automaticamente a vacinar”, disse o governador.

A estrutura para a vacinação no Paraná

De acordo com a SESA o Estado conta atualmente com 21 câmaras frias para armazenamento das doses do imunizante e outras 180 estão em processo final de aquisição. Um acordo com o governo federal possibilitará que o Paraná faça a aquisição de mais 31 em breve. O Estado dispõe também de freezers para produção de gelo, equipamentos de ar-condicionado, contêineres refrigerados de 40 pés para armazenamento de 100 mil doses de vacinas, caminhões refrigerados para distribuição de imunizantes e a perspectiva de implantação de câmaras modulares para armazenamento de frios nas 22 Regionais de Saúde.

“Estamos preparados. Temos seringas, agulhas, algodão, álcool, equipamentos de proteção individual (EPIs). A rede está montada. Tão logo a vacina chegue ao Paraná, vamos colocá-la rapidamente, em 48 a 72 horas, em todas as Regionais de Saúde”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.