PCPR prende mulher por estupro de vulnerável em Morretes

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu preventivamente uma mulher, de 41 anos, suspeita de estupro de vulnerável, ocorrido em 2018, em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba. A captura aconteceu na tarde de sexta-feira (24), em Morretes, no Litoral do Estado. De acordo com as apurações, a suspeita teria praticado os atos libidinosos contra […]
Foto: PCPR

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu preventivamente uma mulher, de 41 anos, suspeita de estupro de vulnerável, ocorrido em 2018, em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba. A captura aconteceu na tarde de sexta-feira (24), em Morretes, no Litoral do Estado.

De acordo com as apurações, a suspeita teria praticado os atos libidinosos contra uma criança de 10 anos, em 2018, no bairro Capela Velha, em Araucária.

O delegado da PCPR Eduardo Kruger explica que as investigações foram iniciadas pela equipe da Delegacia da Mulher do município e resultaram na identificação do atual endereço da investigada, a qual estaria residindo em Morretes.

“Com as informações coletadas, solicitamos o apoio dos policiais civis do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria) da PCPR em Paranaguá para cumprir o mandado de prisão contra a suspeita, que foi localizada na residência dos atuais empregadores”, explica o delegado.

Após o cumprimento da prisão, a mulher foi encaminhada ao sistema penitenciário.

“Ações integradas entre as unidades da PCPR como esta são de grande importância para a efetivação dos trabalhos de polícia judiciária e para a efetivação do enfrentamento a violência sexual contra crianças e adolescentes. Além disso, mostram que a Polícia Civil trabalha em sincronia e em constante regime de colaboração”, destaca o delegado e chefe do Nucria da PCPR em Paranaguá, Emmanuel Brandão.

Aquele que tomar conhecimento da prática de algum crime contra criança ou adolescente deve denunciar.

A PCPR solicita a colaboração da população com informações que auxiliem em casos de violência sexual contra crianças e adolescentes. As denúncias podem ser feitas de forma anônima pelos números 197 da PCPR ou 181 do Disque Denúncia.

Se a violência estiver ocorrendo naquele momento, a Polícia Militar deve ser acionada por meio do telefone 190.

Nossos Programas