Destaque
Tribunal do crime: seis pessoas presas em flagrante em Pontal do Paraná são denunciadas por organização criminosa pelo MPPR

O Ministério Público do Paraná – MPPR, por meio da Promotoria de Justiça de Pontal do Paraná, ofereceu denuncia contra seis pessoas que foram presas em fragrante no mês de agosto durante um julgamento do “tribunal do crime”.  Na ocasião, equipes da RONE conseguiram impedir que mais um homem fosse executado pela facção criminosa que sentencia integrantes que divergem do grupo.

De acordo com o órgão, entre os crimes denunciados estão organização criminosa, sequestro e cárcere privado, tortura, tráfico de drogas, associação para o tráfico, porte de arma de uso restrito e receptação.

Os denunciados mantiveram um homem em cárcere privado e o torturaram durante oito horas. Foram apreendidos drogas, balança de precisão, anotações de tráfico, cordas, facas, arma de fogo e veículo automotor furtado que estavam com o grupo.

Durante a sessão de tortura dinheiro, armas, celulares e outros objetos foram apreendidos

A pedido do MPPR, os denunciados tiveram prisão preventiva decretada e deverão permanecer presos durante o processo. Em caso de condenação, as penas podem ultrapassar 40 anos de reclusão.

Relembre o caso 

Uma equipe da RONE recebeu informações durante a madrugada desta quinta-feira (26), via Serviço de Inteligência, que na cidade de Pontal do Paraná, uma facção criminosa havia sequestrado um homem que pertencia a uma facção rival e que mais uma ação do chamado Tribunal do Crime estaria acontecendo no município. Diante das informações, as equipes policiais deslocaram até o endereço para averiguar a situação.

Assim que chegaram ao local, um veículo foi abordado no momento em que um homem e uma mulher saíam de uma residência. Na abordagem pessoal, nada de ilícito foi encontrado, mas na verificação do chassi do veículo, foi constatado que o carro era produto de furto, ocorrido em 2020.

Logo em seguida, a equipe localizou dentro da casa, outro indivíduo que tentou fugir, mas foi abordado pela equipe. O criminoso portava uma pistola Taurus cal. 45.

Na residência mais três criminosos foram localizados com outro homem que estava sendo feito refém, amarrado com cordas e sendo torturado com um pedaço de madeira, além de estar sendo ameaçado de morte com uma arma de fogo, desde o início da noite desta quarta-feira (25). A equipe policial desamarrou a vítima, que na sequência informou que seria morto pelos suspeitos, por ter uma dívida com os criminosos devido ao tráfico de drogas.

Foram realizadas buscas na residência e no terreno sendo encontrado, 860 gramas de maconha, 70 gramas de crack, 03 gramas de cocaína e R$ 223,20 em dinheiro, além de um caderno de anotações do tráfico, como 02 balanças de precisão, 02 facas e 04 celulares.

Diante de todos os fatos, foi dada voz de prisão aos seis abordados e conduzidos até a Delegacia de Ipanema, em Pontal do Paraná.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.