Destaque
Justiça suspende Comissão Processante que investiga as denúncias de rachadinha em Matinhos

Nesta segunda-feira (13), a Justiça determinou a suspensão da Comissão Processante que investiga a suposta pratica de “rachadinha” realizada pelo vereador afastado Gerson Junior (PL) com a então assessora parlamentar Thalia de Fátima Burzinski no município de Matinhos.

Gerson Junior solicitou uma ação de mandado de segurança, com tutela de urgência antecipada, pela suspensão das investigações e retorno ao cargo. Segundo o legislador, não há provas suficientes que comprovem a prática de concussão.

Conforme aponta o documento, o processo de investigação se encontra viciado e a demora das investigações pode prejudicar o mandato de Gerson Junior.

A decisão aponta ainda que um novo processo pode ser instaurado, desde que a composição da comissão seja integrada por outros legisladores, já que os mesmo vereadores que requereram a criação da CPI também foram nomeados para compor a Comissão.

Relembre o caso

No dia 28 de maio de 2021, a então assessora parlamentar Thalia de Fátima Burzinski registrou um boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia Civil de Matinhos para denunciar supostas práticas de rachadinha por parte do vereador Gerson Junior.

A jovem entregou à polícia vídeos do momento em que levava R$ 2 mil à casa do vereador. Nos vídeos, ela afirma que o montante é parte de seu salário e que ela é obrigada a fazer a devolução. A TVCI também teve acesso aos vídeos, que foram exibidos na programação da emissora.

No dia 31 de maio, Thalia foi novamente à delegacia e pediu para mudar o depoimento. Na nova versão, ela disse que foi pressionada por um grupo político a realizar as denúncias.

O caso segue sendo investigado, também, pela Polícia Civil.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.