Vereadores de Matinhos alegam “muito serviço” e não querem integrar CPI da Rachadinha

Na noite desta segunda-feira (07), a Câmara de Vereadores de Matinhos abriu a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as denúncias de rachadinha, feitas contra o vereador Gerson Júnior na última semana.

O requerimento que cria a CPI foi o primeiro a ser apresentado na sessão remota.

Conforme determina o regimento interno da câmara, a composição da CPI foi definida por meio de sorteio. Porém, dos três vereadores sorteados, dois alegaram estarem muito atarefados e, por isso, não poderiam compor a comissão.

Os vereadores sorteados inicialmente foram; Léo Campos, Lucas Pesco e Rodrigo Gregório.

O vereador Rodrigo foi o primeiro componente a negar participação na comissão. Como o regimento interno permite, ele foi substituído por outro parlamentar do mesmo partido, o Miltinho Ribeiro, que será o presidente da CPI

O legislador Léo Campos também tentou essa manobra mas, como o partido dele não possui outros representantes na câmara, foi obrigado a permanecer. Ele será membro da comissão.

O vereador Lucas Pesco foi o único que assumiu imediatamente a função de relator confiada a ele.

Desta forma, a composição da CPI ficou definida da seguinte maneira:

Miltinho Ribeiro (PODE) – Presidente
Lucas Pesco (PSC)- Relator
Léo Campos (PSL)- Membro

Relembre o caso 

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.