Covid-19 deixa litoral a beira do colapso do sistema de saúde

Por: Michel Moreira A crescente no número de casos de Covid-19 no litoral acendeu uma luz vermelha no sistema de saúde da região. Segundo os boletins divulgados pela SESA (Secretaria de Estado da Saúde), o litoral registrou 75 novos casos no final de semana. Ao todo a região já acumula 10.503 casos e 218 óbitos. […]

Por: Michel Moreira

A crescente no número de casos de Covid-19 no litoral acendeu uma luz vermelha no sistema de saúde da região. Segundo os boletins divulgados pela SESA (Secretaria de Estado da Saúde), o litoral registrou 75 novos casos no final de semana. Ao todo a região já acumula 10.503 casos e 218 óbitos.

Na última semana, o Diretor Técnico do SAMU no litoral do Paraná, João Cláudio Campos Pereira usou as suas redes sociais para alertar a população a cerca da real situação do sistema de saúde na região. De acordo com ele, na última semana a pandemia se agravou, atingindo a beira do caos.

“Estamos discutindo as possibilidades de ampliações de leitos e atendimentos nos últimos 9 meses, mas o sistema de saúde é finito e chega um momento em que a nossa capacidade de resposta não atinge o que seria necessário para atendermos a todos”, relata.

A situação entrou entrou em um estágio tão crítico, que a 1ª Regional de Saúde (que abrange todos os municípios do litoral), já está enviando pacientes para outras regionais, fora a 2ª Regional de Saúde (Curitiba e região metropolitana), pois nessa região também não existem mais leitos disponíveis.

“Os leitos das outras regionais também são limitados e que logo poderemos não ter mais a possibilidade de encaminhamento adequado dos nossos pacientes”, conta.

O diretor do SAMU no litoral ainda escreve em sua publicação que mesmo com os números maiores a cada dia, o região ainda está cheia de pessoas que não respeitam o isolamento e distanciamento social, e que pessoas que não fazem parte do grupo de risco tem grandes possibilidades de disseminar o vírus, inclusive para seus familiares, que possam estar mais suscetíveis. “A responsabilidade pela contenção do vírus é de todos nós e não estamos em momentos de festas. Para fazermos festas em família, no futuro, devemos privar de algumas coisas agora. Colaborem! Não conseguimos evitar muitas mortes, se todos não colaborarem”, explica.

Ainda de acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela SESA, o Paraná já soma 298.752 casos e 6.376 mortes pela covid-19.

Nossos Programas