Destaque
Duas mulheres foram vítimas de violência doméstica, em Paranaguá

Dois casos de violência doméstica foram registrados em Paranaguá nos últimos dois dias.

O primeiro caso aconteceu no final da tarde da terça-feira (12), quando a Polícia Militar foi acionada para atender uma situação na Rua Santiago, no Parque Agari. A equipe foi avisada que algumas pessoas estariam brigando em via pública e que um deles estava armado com um pedaço de pau. Um dos envolvidos na briga estava ferido na cabeça, identificado como Rodrigo Moreira dos Santos.

Quando a equipe chegou ao local, o suspeito Rodrigo estava muito agressivo. O pai de Rodrigo, Luis Fernando, não conseguia conter o rapaz, que tentava agredir o próprio pai, querendo que ele o soltasse. O autor da briga também não queria acatar as ordens policiais, sendo necessário o uso de algemas para contê-lo até a chegada do SAMU.

Por diversas vezes Rodrigo desacatou os policiais, xingando com várias palavras de baixo calão. Uma senhora se aproximou da equipe policial e relatou que o agressor estava discutindo com uma mulher no meio da rua e que ao tentar escapar das violências, a moça fugiu para dentro da casa dessa senhora. Rodrigo também invadiu a residência com vários chutes no portão, mas que foi contido pelos familiares da proprietária da casa.

Após a invasão, a vítima fugiu do local e o pai de Rodrigo o retirou dali.

Diante dos fatos e mediante interesse da vítima, foi dada voz de prisão ao abordado e este encaminhado ao Hospital Regional do Litoral para atendimento médico, tendo sido conduzido posteriormente a Delegacia de Polícia Civil.

O segundo caso foi registrado no início da madrugada desta quarta-feira (13), quando uma mulher entrou em contato com a Polícia Militar para relatar que o companheiro, Gustavo Felipe Leite, estava a agredindo e ameaçando com uma faca, na Vila Divineia, em Paranaguá.

A vítima relatou aos policiais, que conseguiu ir até a casa do seu filho para pedir ajuda. A equipe realizou patrulhamento pela região, mas não localizou o suspeito. A mulher foi orientada quanto às medidas a serem tomadas.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.